• (61) 3298-8317
  • Brasília, DF
  • Email: contato@feneauto.org.br

Sindicato das autoescolas acusa Detran-MS de propaganda enganosa ao omitir valores para CNH

Entidade cobra mais transparência por parte do órgão sobre taxas embutidas.

Por Feneauto
30/08/2021 às 22h06

Sindicato das autoescolas acusa Detran-MS de propaganda enganosa ao omitir valores para CNH
Detran-MS teria omitido valores que recebe de taxas para o processo de emissão da CNH - Divulgação

O SINDCFCMS (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul) acusa o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) de propaganda enganosa ao realizar publicação nas redes oficiais do órgão omitindo taxas cobradas das autoescolas para a emissão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Na postagem realizada na quarta-feira (24), o Detran-MS detalha algumas taxas cobradas referentes à emissão da CNH como exame médico, avaliação psicológica, exame teórico, prático e a emissão do documento. Somados, os tributos resultam em R$ 548,71, que seria o valor que fica para o órgão de trânsito.

Na legenda, a postagem ressalta que não é todo o valor investido nas autoescolas que fica para o Detran e acrescenta: "Fique atento a preços abusivos". Houve reação de usuários: "Notícia tendenciosa a tirar as responsabilidades de vocês e colocar nas autoescolas", disse um perfil.

"Ué?! Não precisa mais pagar a validação de cadastro??? E a Licença de aprendizagem???", disse outra. Já outro comentário disparou: "É bom conferir mesmo....pq está faltando informações...nesse post".

Para o presidente do sindicato, Henrique José Fernandes, houve propaganda enganosa por parte do Detran-MS. "Não é o valor real. Aqui é cerca de R$ 880 só de taxas. Levando em consideração que o valor médio para tirar uma carteira é de R$ 2 mil, é quase 50% só de taxas do Detran-MS", avaliou, completando que a forma como foi colocado pelo Detran-MS deixou a categoria "de certa forma ofendida".

 

Providências

Dessa forma, o SINDCFCMS informou que irá notificar o Detran a retificar as informações repassadas, sob ameaça de acionar o Procon. "Tivemos que adotar essa postura mais enérgica, pois os associados não gostaram [da publicação do Detran], pois dizem aos clientes para tomarem cuidado com preços abusivos. Então, quando eu falo para um cliente que cerca de R$ 880 é de taxa para o Detran e o Detran diz que é R$ 549, o cliente vai pensar que estou o enganando", criticou.

Por meio da assessoria de imprensa, o Detran-MS emitiu nota informando que as  taxas são definidas pela Lei Estadual 4.283/2012, alterada pela Lei Estadual 5.478/19, as quais são fixadas em UFERMS - Unidade Fiscal de MS, corrigidas pela Sefaz (Secretaria de Fazenda de MS), mensalmente.

Em relação à acusação de omissão das taxas, o órgão confirma que os valores são questionados, recorrentemente, pelos clientes através da ouvidoria e que "é obrigação do Detran utilizar seus mecanismos de mídia digital e contar com a colaboração da imprensa na transparência de valores e processos, sempre orientando seus clientes para que estejam atentos ao contratarem os serviços dos nossos credenciados, sejam eles Estampadoras, Vistoriadoras, Médicos e Psicólogos do Trânsito e CFCs, de modo a que se sinta satisfeito".

Falta de transparência

O sindicalista destaca, ainda, que há falta de transparência e diálogo por parte do Detran. "Desde janeiro, quando assumi o sindicato, procurei o Detran, tivemos várias reuniões para que pudéssemos ter mais transparência no processo de habilitação. Gostaríamos que fizessem como fazem com psicólogos e médicos, que têm serviço tabelado. Queremos que seja assim também com os CFCs", destacou.

A mudança proposta pelas autoescolas — e ignorada pelo Detran — é de que o preço das aulas seja tabelado e que cada empresa possa trabalhar dentro dessa margem. "Ficaria estipulado um valor mínimo e máximo. Uma aula custa no mínimo R$ 30 e no máximo R$ 60, por exemplo".

Ainda conforme Henrique, a manifestação é para que as informações oficiais divulgadas pelo Detran-MS sejam corretas. "A ideia [da notificação] é o diálogo. Houve uma falha de comunicação, o estrago está feito e acaba trazendo prejuízo para a gente", pontuou.

Fonte: MidiaMax

Mais notícias
Lançamento do Plano Global para a Década de Ação para a Segurança no Trânsito 2021-2030 O novo Plano Global para a Década de Ação para a Segurança no Trânsito 2021-2030 busca reduzir pela metade o número de mortos e feridos no trânsito.
Resolução do Contran define temas das Campanhas Educativas de Trânsito para 2022 As Campanhas Educativas de Trânsito de 2022 terão como mensagem JUNTOS SALVAMOS VIDAS.
ASSISTA: La otra pandemia (a outra pandemia) Vídeo foi produzido pela Associação Iberoamericana de Centros de Formação de Condutores (AICEFOV), junto de outras entidades Iberoamericanas ligadas ao trânsito.
PARABÉNS INSTRUTORES DE TRÂNSITO!!! 16 de Outubro é comemorado o dia do Instrutor de Trânsito no Brasil.
Conheça a série VELOCIDADE MÁXIMA, voltada para todas as Autoescolas/CFCs do Brasil Série de transmissões ao vivo terão o objetivo de debater sobre conhecimento técnico, modernização, criatividade, e especialmente entender as tendências e futuro para o setor.
Obrigado pela participação no Encontro Nacional das Autoescolas/CFCs!!! Veja no texto como solicitar o certificado de participação e conferir todas as fotos do evento.

Feneauto e Sindicatos Estaduais juntos para representar e aprimorar o setor de Autoescolas

Estamos à disposição para receber comentários, elogios, críticas e sugestões.