• (61) 3298-8317
  • Brasília, DF
  • Email: contato@feneauto.org.br

Governo edita decreto que amplia prazo para suspensão de contratos de trabalho e redução da jornada

Empresas que aplicaram suspensão e/ou redução pelo período máximo inicial (noventa dias previsto na MP 936) somente poderá utilizar a suspensão ou redução por mais trinta dias, completando o prazo máximo estabelecido no novo decreto.

Por Feneauto
14/07/2020 às 11h15 — Atualizado em 14/07/2020 às 11h28

Governo edita decreto que amplia prazo para suspensão de contratos de trabalho e redução da jornada
Governo edita decreto que amplia prazo para suspensão de contratos de trabalho e redução da jornada

O governo federal editou o Decreto nº 10.422, de 13/7/2020, que amplia o prazo do programa que permite a redução de jornada e de salário e a suspensão de contratos de trabalho, medidas que foram anunciadas em meio à pandemia do novo coronavírus como forma de evitar uma perda maior de empregos.

O decreto foi publicado no "Diário Oficial da União" desta terça-feira (14), com assinatura do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Com o decreto publicado nesta terça, fica permitida a redução da jornada e do salário por mais 30 dias, completando 120 dias desde que a medida foi anunciada. Para a suspensão dos contratos, o prazo foi ampliado em 60 dias, e também passa a completar 120 dias.

Contudo, as Autoescolas/CFC’s que já aplicaram a suspensão e/ou redução pelo período máximo inicial de noventa dias – previsto na MP 936/20 – somente poderá utilizar de nova suspensão ou redução por mais trinta dias, totalizando o prazo máximo de 120 dias estabelecido no novo decreto.

Veja os exemplos

Situação 1. A Autoescola/CFC aplicou a suspensão dos contratos de trabalho dos profissionais por 30 dias + 30 dias, totalizando 60 dias e sem utilizar a possibilidade de redução de jornada/salário. Nesse caso, é permitido a suspensão do contrato por mais 60 dias, conforme o novo decreto.

Situação 2.  A Autoescola/CFC aplicou a suspensão dos contratos de trabalho dos profissionais por 30 dias + 30 dias e reduziu a jornada/salário por mais 30 dias, totalizando noventa dias. Nesse caso, é permitido a suspensão do contrato ou a redução da jornada/salário por mais 30 dias, conforme o novo decreto.

Situação 3. A Autoescola/CFC aplicou apenas uma suspensão dos contratos de trabalho dos profissionais por 30 dias, sem utilizar de nova suspensão por mais 30 dias ou da possibilidade de redução de jornada/salário. Nesse caso, é permitido a suspensão do contrato ou redução da jornada/salário por mais 90 dias, conforme o novo decreto.

É importante destacar que a utilização e aplicação dos benefícios estabelecidos no Decreto nº 10.422/20 não pode ultrapassar os 120 dias.

A Feneauto e os Sindicatos Estaduais recomendam que as Autoescolas/CFC’s busquem a devida orientação técnica de como se adequar ao novo decreto junto aos seus respectivos escritórios de contabilidade.

Mais notícias
Retomada, exigência de nível superior, validade dos processos e mais: Feneauto tem reunião com Denatran Videoconferência com representantes do Denatran abordou ainda sobre a retomada das atividades das Autoescolas/CFCs e Detrans de todo o país.
Bolsonaro sanciona MP que permite redução de jornada e salário A MP permite às empresas suspender contratos ou reduzir jornadas e salários de funcionários até o fim do ano, enquanto durar o estado de calamidade pública decretado por conta da pandemia do novo coronavírus.
Sindicato das Autoescolas de Alagoas incentiva doação de sangue no estado Ação visa recompor o baixo estoque de sangue no no Hemocentro de Alagoas (Hemoal).
Contran publica consolidação das Resoluções 168/04 e 358/10 Legislações são responsáveis por regulamentar o credenciamento de Autoescolas/CFC’s e o processo de formação de condutores. Consolidação cumpre determinação dada pela Resolução Contran 778/19.
Resoluções do Contran referendam onze Deliberações publicadas pelo Conselho Resoluções referendando ao todo onze Deliberações do Contran foram publicadas no Diário Oficial da União após a primeira reunião do Conselho em 2020.

Feneauto e Sindicatos Estaduais juntos para representar e aprimorar o setor de Autoescolas

Estamos à disposição para receber comentários, elogios, críticas e sugestões.